User Rating: 0 / 5

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Comunicado

SEMANA DE LUTA NACIONAL NO SECTOR CORTICEIRO
24 a 28 de Junho de 2019

 

Anos após anos crescem os lucros das empresas corticeiras enquanto os aumentos salariais têm sido mínimos.
Há alguns dias, enquanto as acções da Corticeira Amorim eram negociadas em alta na Bolsa, com um encaixe financeiro de 43,7 milhões de euros, decorria a 3ª reunião de negociações do CCT – Contrato Colectivo de Trabalho do sector, com a associação patronal (APCOR) a apresentar uma proposta de 14,73 euros para actualização salarial (Grupo XIV) e 5 cêntimos para o subsídio de refeição, recusando todas as restantes propostas sindicais no sentido de melhoria geral das condições de trabalho.

Esta recusa patronal exige e reclama uma tomada de posição geral dos trabalhadores e trabalhadoras do sector corticeiro em defesa das propostas sindicais que estão em cima da mesa:

Actualização salarial digna e justa de 23 euros (Grupo XIV), que corresponde a 3%;

Actualização do subsídio de refeição para 6 euros diários;
25 dias úteis de férias;
Alargamento das diuturnidades para todos os trabalhadores;
Pagamento de complemento de subsídio de doença profissional;
Introdução de nova cláusula sobre o combate e proibição do assédio;
Melhoria geral das condições de trabalho em cada empresa.

 São estas as razões para a convocação de uma SEMANA DE LUTA NO SECTOR CORTICEIRO, entre as 00h00 do dia 24 e as 24h00 do dia 28 de Junho de 2019, através de paralisações e concentrações diversas, pelos períodos decididos pelos trabalhadores e seus representantes, em cada empresa,
de acordo com os respectivos pré-avisos de greve.

 

A FORÇA DA RAZÃO É A RAZÃO DA NOSSA LUTA!

 

FEVICCOM – Federação Portuguesa dos Sindicatos da Construção, Cerâmica e Vidro
SOCN – Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte
STCCMCS – Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Cerâmica, Cimentos e Similares, Construção, Madeiras, Mármores e Cortiças do Sul e RA