Granorte 3No próximo dia 4 de Julho os trabalhadores do sector corticeiro estarão em luta. Apesar de o sector da cortiça ter tido uma enorme evolução e ano após ano conseguir bater recordes quer ao nível das exportações quer ao nível dos lucros obtidos, não teve, pois, a mesma evolução quanto às relações laborais, nota-se um enorme retrocesso na mentalidade do patronato na sua linha de pensamento relativamente à gestão dos recursos humanos bem como à satisfação e harmonia dos trabalhadores atacando-os fortemente nos seus direitos.

No dia 4 de Julho o Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte irá realizar dois plenários que contarão com a presença de Arméno Carlos, secretário-geral da CGTP-IN (9h00, na GraNorte e às 12h00 na SOCORI).